Assine agora e receba conteúdos em primeira
mão na sua caixa de entrada.

Além de olhar para a gestão da equipe e para o processo como um todo, em tempos de crise econômica, o gestor precisa ainda olhar para si mesmo. Nesses momentos mais conturbados da economia, é imprescindível não se deixar levar pelo pessimismo e pela negatividade para que você, como líder, torne-se uma referência de atitude positiva para sua equipe.

Equilibrando as energias para enfrentar a crise

Os resultados não serão fáceis esse ano. Tudo exigirá um esforço maior. Para conseguir atingir suas metas será preciso trabalhar mais, sair da zona de conforto, tentar coisas novas, errar, aprender, recomeçar... Então, se o líder começar a perder a energia, começar a ter uma postura negativa diante dos resultados ruins e achar que nada vai dar certo, imediatamente a equipe ficará contaminada. Confira algumas dicas que irão lhe ajudar nesse momento:

1 - Mais tranquilidade e confiança

O líder é quem vai dar o norte da equipe. É preciso que você se comunique melhor com seus colaboradores e que tenha uma atitude positiva em relação ao que virá. Isso não quer dizer negligenciar a situação e dizer que está tudo bem. É mais uma questão de ter consciência da situação difícil, mas com confiança de que vocês vão conseguir superar, de que todos unidos vão conseguir os resultados que almejam. Diga “Nós sabemos o que precisa ser feito”. Acalme os ânimos e direcione. Mas, para isso, você não pode estar na correria o tempo inteiro apagando incêndios. Vai ter que ter um momento calmo e tranquilo para não apenas realizar tarefas operacionais, mas também pensar e analisar muito a situação.

2 - Crie um comitê de decisões

É muito mais difícil ser forte sozinho. Por isso, é importante que você chame as principais lideranças, os profissionais com diferencial dentro da empresa, para que, juntos, vocês possam ser mais fortes, ajudar e motivar uns aos outros nessa empreitada. E nesse comitê inclua o fundador da empresa que está aposentado, se for o caso. Nesse momento, ele pode ter um insight, uma dica que seus anos de experiência tornam possível. Agrupar pessoas realmente diferenciadas da empresa e chamá-las para tomar decisões juntos não é sinal de fraqueza, e sim de força, porque a mensagem que vocês irão passar juntos para as equipes estará uniforme, e quando essa mensagem está uniforme é muito mais fácil motivar.

3 - Cuide de si mesmo

Se você vai ser a referência de energia positiva esse ano, precisa estar bem como pessoa. Por isso, é necessário que se cuide com extra atenção. Tudo precisa estar em harmonia: a sua alimentação, a sua saúde psicológica e emocional, seus relacionamentos em casa e assim por diante. Porque não tem como separar uma coisa da outra, problemas fora da empresa podem fazer você perder energia – e isso se refletirá diretamente na sua performance.

FONTE: Instituto Venda Mais

Além de olhar para a gestão da equipe e para o processo como um todo, em tempos de crise econômica, o gestor precisa ainda olhar para si mesmo. Nesses momentos mais conturbados da economia, é imprescindível não se deixar levar pelo pessimismo e pela negatividade para que você, como líder, torne-se uma referência de atitude positiva para sua equipe.

Equilibrando as energias para enfrentar a crise

Os resultados não serão fáceis esse ano. Tudo exigirá um esforço maior. Para conseguir atingir suas metas será preciso trabalhar mais, sair da zona de conforto, tentar coisas novas, errar, aprender, recomeçar... Então, se o líder começar a perder a energia, começar a ter uma postura negativa diante dos resultados ruins e achar que nada vai dar certo, imediatamente a equipe ficará contaminada. Confira algumas dicas que irão lhe ajudar nesse momento:

1 - Mais tranquilidade e confiança

O líder é quem vai dar o norte da equipe. É preciso que você se comunique melhor com seus colaboradores e que tenha uma atitude positiva em relação ao que virá. Isso não quer dizer negligenciar a situação e dizer que está tudo bem. É mais uma questão de ter consciência da situação difícil, mas com confiança de que vocês vão conseguir superar, de que todos unidos vão conseguir os resultados que almejam. Diga “Nós sabemos o que precisa ser feito”. Acalme os ânimos e direcione. Mas, para isso, você não pode estar na correria o tempo inteiro apagando incêndios. Vai ter que ter um momento calmo e tranquilo para não apenas realizar tarefas operacionais, mas também pensar e analisar muito a situação.

2 - Crie um comitê de decisões

É muito mais difícil ser forte sozinho. Por isso, é importante que você chame as principais lideranças, os profissionais com diferencial dentro da empresa, para que, juntos, vocês possam ser mais fortes, ajudar e motivar uns aos outros nessa empreitada. E nesse comitê inclua o fundador da empresa que está aposentado, se for o caso. Nesse momento, ele pode ter um insight, uma dica que seus anos de experiência tornam possível. Agrupar pessoas realmente diferenciadas da empresa e chamá-las para tomar decisões juntos não é sinal de fraqueza, e sim de força, porque a mensagem que vocês irão passar juntos para as equipes estará uniforme, e quando essa mensagem está uniforme é muito mais fácil motivar.

3 - Cuide de si mesmo

Se você vai ser a referência de energia positiva esse ano, precisa estar bem como pessoa. Por isso, é necessário que se cuide com extra atenção. Tudo precisa estar em harmonia: a sua alimentação, a sua saúde psicológica e emocional, seus relacionamentos em casa e assim por diante. Porque não tem como separar uma coisa da outra, problemas fora da empresa podem fazer você perder energia – e isso se refletirá diretamente na sua performance.

FONTE: Instituto Venda Mais