Você sabe o que é CT-e? Baixe nosso e-Book
e saiba como funciona esse documento fiscal

Estar alocado no mercado de trabalho em um país com milhões de desempregados é uma vitória, mas temos que ter consciência que melhor que estar empregado é manter-se empregado. A condição atual de emprego no país faz com que estejam disponíveis bons profissionais que buscam uma nova chance de trabalho estando dispostos a ganhar bem menos que nos empregos anteriores.

Ganhar menos é o menor dos problemas, pois o que importa é estar exposto para ser visto e consequentemente lutar pela sua carreira. O problema é que muita gente não tem esta consciência. A sensação de que está tudo bem e de que está seguro em empregos, cargos, empresas pode levar a cair na zona de conforto.

Seu comportamento e atitudes são avaliados no convívio familiar, comunidade e principalmente no ambiente de trabalho. Tudo o que você faz no trabalho é percebido por alguma pessoa seja cliente, fornecedor, colegas de trabalho e a própria direção da empresa. Você é uma vitrine viva e o comportamento empreendedor é que vai lhe abrir novas possibilidades em um mercado tão agressivo e competitivo.

ninguém vai querer promover ou contratar uma pessoa desmotivada e que reclama de tudo

Muitas pessoas se sentem desmotivadas por não gostarem do ambiente de trabalho, acham que o salário não é suficiente e a pergunta que fica no ar é porque a desmotivação é um pretexto para não fazer o que tem que ser feito? Trabalhar mal porque ganha pouco ou porque não gosta do ambiente do trabalho é a pior decisão que uma pessoa pode tomar, porque se somos uma vitrine viva ninguém vai querer promover ou contratar uma pessoa desmotivada e que reclama de tudo.

Não delegue sua carreira para o seu chefe. E se você não está satisfeito com seu trabalho e não recebeu nenhuma proposta de emprego nos últimos meses o que lhe resta é fazer um ótimo trabalho e se comportar como um empreendedor. Repense seu comportamento e atitudes!

Empreender requer mudança de comportamento e a noticia boa é que esta mudança está ao seu alcance. Segundo Sebrae o empreendedor é aquele que busca oportunidades e tem iniciativa, são persistentes, correm riscos calculados, exigem qualidade e eficiência, são comprometidos, buscam informações, estabelecem metas, não agem sem planejar, são persistentes e buscam relacionamentos, desenvolvem autonomia para agir e manter sempre a confiança no sucesso.

Não basta ser funcionário, tem que ser empreendedor. Colocar as habilidades empreendedoras em prática no ambiente de trabalho fará com que você não perca as oportunidades que lhes forem apresentadas e consequentemente sua carreira progredirá.

Se empreender é uma coisa distante para você, sugerimos que comece a estudar sobre este assunto. Segue abaixo algumas referências.


Participe do EmpreTec

10 maneiras de gerar ideias para empreender

Como o intraempreendedorismo pode impulsionar a inovação em sua empresa

 

Estar alocado no mercado de trabalho em um país com milhões de desempregados é uma vitória, mas temos que ter consciência que melhor que estar empregado é manter-se empregado. A condição atual de emprego no país faz com que estejam disponíveis bons profissionais que buscam uma nova chance de trabalho estando dispostos a ganhar bem menos que nos empregos anteriores.

Ganhar menos é o menor dos problemas, pois o que importa é estar exposto para ser visto e consequentemente lutar pela sua carreira. O problema é que muita gente não tem esta consciência. A sensação de que está tudo bem e de que está seguro em empregos, cargos, empresas pode levar a cair na zona de conforto.

Seu comportamento e atitudes são avaliados no convívio familiar, comunidade e principalmente no ambiente de trabalho. Tudo o que você faz no trabalho é percebido por alguma pessoa seja cliente, fornecedor, colegas de trabalho e a própria direção da empresa. Você é uma vitrine viva e o comportamento empreendedor é que vai lhe abrir novas possibilidades em um mercado tão agressivo e competitivo.

ninguém vai querer promover ou contratar uma pessoa desmotivada e que reclama de tudo

Muitas pessoas se sentem desmotivadas por não gostarem do ambiente de trabalho, acham que o salário não é suficiente e a pergunta que fica no ar é porque a desmotivação é um pretexto para não fazer o que tem que ser feito? Trabalhar mal porque ganha pouco ou porque não gosta do ambiente do trabalho é a pior decisão que uma pessoa pode tomar, porque se somos uma vitrine viva ninguém vai querer promover ou contratar uma pessoa desmotivada e que reclama de tudo.

Não delegue sua carreira para o seu chefe. E se você não está satisfeito com seu trabalho e não recebeu nenhuma proposta de emprego nos últimos meses o que lhe resta é fazer um ótimo trabalho e se comportar como um empreendedor. Repense seu comportamento e atitudes!

Empreender requer mudança de comportamento e a noticia boa é que esta mudança está ao seu alcance. Segundo Sebrae o empreendedor é aquele que busca oportunidades e tem iniciativa, são persistentes, correm riscos calculados, exigem qualidade e eficiência, são comprometidos, buscam informações, estabelecem metas, não agem sem planejar, são persistentes e buscam relacionamentos, desenvolvem autonomia para agir e manter sempre a confiança no sucesso.

Não basta ser funcionário, tem que ser empreendedor. Colocar as habilidades empreendedoras em prática no ambiente de trabalho fará com que você não perca as oportunidades que lhes forem apresentadas e consequentemente sua carreira progredirá.

Se empreender é uma coisa distante para você, sugerimos que comece a estudar sobre este assunto. Segue abaixo algumas referências.


Participe do EmpreTec

10 maneiras de gerar ideias para empreender

Como o intraempreendedorismo pode impulsionar a inovação em sua empresa